Felicidade Organizacional: por que ela é tão importante?

Felicidade Organizacional é um estado em que os profissionais se sentem satisfeitos com seu ambiente e condições de trabalho. Saiba mais.


O trabalho sempre teve grande importância na vida das pessoas, pois ocupa boa parte do nosso cotidiano. Ele consiste em desempenhar uma função específica, conviver em um ambiente colaborativo, lidar com conflitos e diversos outros desafios diários.

Em um momento em que a felicidade tem sido analisada cada vez mais nos últimos anos, estudos buscam compreender as experiências de prazer versus desprazer. Isso tem sido associado em diversos âmbitos da vida, até mesmo no campo profissional.

Isso porque, como vimos, o trabalho ocupa boa parte da vida das pessoas. Dessa forma, ele tem um papel fundamental no bem-estar e na busca da felicidade dos profissionais.

É comprovado que profissionais felizes, produzem mais e melhor, entregando melhores resultados para as empresas, por terem o desejo de permanecer na organização. Em contrapartida, profissionais que não se identificam com a empresa e estão insatisfeitos, apresentam queda no desempenho.

Continue a leitura para saber mais a respeito da felicidade organizacional e como ela impacta as empresas.


O que é felicidade organizacional?


Segundo o dicionário, felicidade é a sensação real de satisfação plena, uma condição de contentamento. Dessa forma, a felicidade organizacional é um estado em que os profissionais de uma empresa se sentem satisfeitos com seu clima organizacional, capaz de proporcionar emoções positivas aos colaboradores.

Assim, podemos dizer que um colaborador feliz em seu ambiente organizacional é aquele que está satisfeito com a sua experiência na empresa, com sua ocupação, seus colegas e suas condições gerais de trabalho.


Em geral, alguns sentimentos e emoções estão ligadas a essa felicidade, tais como:

  • Sensação de utilidade;

  • Desafios no cotidiano;

  • Sentimento de realização;

  • Superação pessoal e profissional;

  • Desenvolvimento dos relacionamentos interpessoais;

  • Valorização pessoal e profissional;

  • Oportunidade de crescimento;

  • Entre outros.

É importante lembrar que a felicidade é algo bastante subjetivo, ou seja, ainda que a empresa mantenha um ambiente agradável, boas condições de trabalho e um sistema de recompensa atrativo para os profissionais, a autorrealização dos colaboradores é individual.


Por que ela é importante para a sua empresa?


A felicidade organizacional é de extrema importância para as empresas, visto que colaboradores satisfeitos com a organização contribuem para o seu employer branding, desenvolvem mais engajamento e contribuem para um ambiente colaborativo mais saudável.

Como resultado, as empresas garantem uma melhor performance no trabalho em equipe, os processos se tornam mais ágeis, a comunicação interna é facilitada, entre inúmeros outros benefícios para a organização.

Outro ponto importante da felicidade organizacional, é que ela possibilita que as empresas transformem seus colaboradores em defensores da marca. Dessa forma, eles atuam fortalecendo a marca empregadora, atraindo assim mais talentos e também clientes.

Colaboradores defensores da marca vestem a camisa da empresa de forma espontânea, pois sabem que seu papel é fundamental para o sucesso da organização. Além disso, atuam como se a organização fosse deles, transmitindo assim a essência da cultura organizacional e identidade da marca.