Atividades para aliviar os sintomas de ataque de pânico

Falta de ar, taquicardia, sudorese, calafrios, tonturas, náuseas e até mesmo medo de morrer. Todos esses sintomas fazem parte do ataque de pânico, síndrome causada por crises recorrentes de ansiedade aguda e que reduz consideravelmente a qualidade de vida da pessoa. Muito embora sejam recomendados medicamentos antidepressivos e ansiolíticos para aliviar o ataque de pânico, é possível recorrer a tratamentos naturais para combatê-los e viver bem. Veja a seguir alguns deles.



Pratique Yoga


Inegavelmente o yoga é uma das melhores atividades para aliviar o ataque de pânico. Trata-se de uma filosofia milenar oriental que tem como princípios as posturas (Asanas), as técnicas respiratórias (Pranayamas), o relaxamento (Savasana), a alimentação adequada e o pensamento positivo.As posturas de yoga melhoram o condicionamento físico, a flexibilidade e o alinhamento postural. Já os exercícios respiratórios, regulam os batimentos cardíacos e ajudam a controlar o estresse e a ansiedade, prevenindo as crises.


Mindfulness para aliviar o ataque de pânico


Mais conhecido como técnica da atenção plena, o Mindfulness é um tipo de meditação que consiste em trazer a atenção da pessoa para o momento presente. Por isso, a prática, que tem caráter científico e independe de religião ou crenças, é ideal para pessoas que sofrem com ansiedade, estresse e depressão.Ao fazer a pessoa prestar atenção no que está fazendo (como no ato de escovar os dentes ou almoçar), ela passa a ter controle dos seus pensamentos e emoções, o que afasta distrações, melhora a concentração, reduz o estresse e a ansiedade.Além disso, o Mindfulness também promove autoconhecimento, consciência corporal e melhora a qualidade do sono.


Equilibre o corpo e a mente com o Pilates


Outra atividade que pode te ajudar a aliviar o ataque de pânico é o pilates, método de exercícios físicos desenvolvido por Joseph Pilates na década de 20. Ele é composto por mais de 500 atividades diferentes, todas baseadas nas tradições orientais que pregam a integração do corpo e da mente para conquistar saúde e qualidade de vida.Só para se ter uma ideia, os exercícios de pilates são combinados com técnicas respiratórias. Assim, na medida em que trabalham o fortalecimento e a flexibilidade dos músculos, também ampliam a capacidade respiratória e a concentração.


Faça atividades físicas regularmente


Praticar atividades físicas regularmente oferece benefícios que vão muito além de ter um corpo em boa forma. Durante a realização dos exercícios físicos, o organismo produz substâncias como endorfina, serotonina e dopamina, mais conhecidas como hormônios do bem-estar. Isso, por sua vez, reduz os níveis de estresse e ansiedade no organismo, contribuindo para aliviar o ataque de pânico.Caminhada, corrida, natação, treino funcional, dança, musculação: não importa a atividade, pois todas elas beneficiam corpo e mente em conjunto. Já quanto ao tempo, o ideal é que você se dedique à atividade escolhida por no mínimo 30 minutos e pelo menos 3 vezes por semana.


Invista na Aromaterapia


Outra atividade que promete aliviar o ataque de pânico é a aromaterapia, terapia alternativa que usa os princípios terapêuticos dos óleos essenciais para tratar diversas condições físicas e psicológicas. Tais princípios ativos estimulam áreas específicas do cérebro, reduzindo significativamente o estresse e a ansiedade.Outra grande vantagem da aromaterapia é que ela pode ser aplicada de diferentes formas, como em massagens, inalação ou em banhos terapêuticos. Em ambas as técnicas, utilizam-se óleos de massagens com propriedades calmantes, ansiolíticas e antidepressivas, tais como:

  • Lavanda;

  • Cedro;

  • Ylang Ylang;

  • Camomila;

  • Bergamota.

Reiki também é um grande aliado para aliviar o ataque de pânico


Assim como a aromaterapia, o Reiki também é uma terapia alternativa focada em aliviar os sintomas de estresse, de ansiedade e vários outros incômodos do dia a dia. A técnica busca equilibrar os campos de energia do corpo por meio da imposição de mãos, reduzindo as tensões físicas e psicológicas.Criada no Japão pelo mestre Mikao Usui, o Reiki tem como principal objetivo equilibrar as forças yin (negativa) e yang (positiva) para restabelecer o equilíbrio natural do organismo. De acordo com as tradições e crenças orientais, quando a energia yang é superior à yin, a pessoa corre o risco de desenvolver ansiedade, irritabilidade, hiperatividade e impaciência. Por isso, a cura energética (ou o seu equilíbrio) pode aliviar o ataque de pânico.


Alivie o estresse e a ansiedade com massagem terapêutica e relaxante


A massoterapia é uma prática que reúne várias manobras realizadas com as mãos. Quando aplicadas em determinadas áreas do corpo do paciente promovem o relaxamento físico e mental, melhoram a circulação sanguínea, aliviam as dores musculares, o estresse e a ansiedade.Sendo assim, fica fácil perceber que a massoterapia é mais uma atividade que pode aliviar o ataque de pânico. Além disso, suas técnicas também podem ser combinadas com a aromaterapia para oferecer resultados mais rápidos e eficazes.


Aprenda a cultivar o seu próprio alimento


Você sabia que cultivar o próprio alimento é uma verdadeira terapia? Só para você ter uma ideia, o Hospital Infantil Darcy Vargas, em São Paulo, e a Universidade Federal de São Paulo possuem hortas comunitárias. De acordo com as duas instituições, mexer com a terra combate ansiedade e depressão e por isso, a prática é muito recomendada para aliviar o ataque de pânico.É claro que cultivar o próprio alimento traz ganhos consideráveis contra doenças psicológicas, mas a prática também beneficia o organismo como um todo. Afinal, cultivar o próprio alimento significa ter ingredientes sempre frescos à mesa e livres de agrotóxicos que tanto fazem mal à saúde e ao meio ambiente.